quarta-feira, 2 de julho de 2014

VISÕES na Coleção Ludwig

Vamos divulgar o que há de bom no Rio de Janeiro... Cidade Maravilhosa!


O Ministério da Cultura em parceria com o Banco do Brasil, está realizando a exposição Visões na Coleção Ludwig, no período de 07 de maio a 21 de julho de 2014, no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil - RJ), entrada franca.

A exposição é rica nos detalhes das obras, proporcionando ao público o contato com a arte mundial. Lembrando que para as pessoas que possuem o interesse em conhecer mas não possui o acesso, tendo em vista que para muitos, o custo de apreciar tais obras muitas vezes se torna inviável financeiramente, a mostra possui entrada franca. Então, vale a pena conferir e apreciar a arte de pintores famosos e que revolucionaram gerações.

Aos visitantes vale lembrar que não é permitida a entrada com mochilas e estas devem ser guardadas no guarda-volume. Neste dia, estava acompanhando amigos estrangeiros, e também ressalto que a informação para turistas nacionais ou estrangeiros não é clara e dos quatro profissionais que trabalham nas exposições do CCBB, apenas um foi cordial e educado ao nos abordar e passar as informações sobre por onde entrar nas exposições e quanto ao guarda-volumes. Esse foi meu ponto negativo para o CCBB.

"O projeto reúne cerca de 80 obras que fazem parte da coleção de arte contemporânea reunida pelo casal alemão Peter e Irene Ludwig, na segunda metade do século XX.

Desde a arte pop americana até o neo-expressionismo alemão, passando pelo hiperrealismo, a exposição apresenta tendências e artistas que criam nexos entre diversas geografias. A ousadia destes colecionadores leva este conjunto para além do óbvio, arriscando e fazendo novas apostas nas artes plásticas. Visões na Coleção Ludwig reflete esse espírito, trazendo obras de artistas de origens diversas que dialogam com os mestres consagrados do nosso tempo.

Atualmente, o acervo Ludwig está distribuído em 14 instituições e museus por todo o mundo. A mostra é proveniente da sede da Coleção Ludwig no Museu Russo de São Petesburgo, apresentando um recorte inédito e significativo dessa coleção. Obras de artistas como Pablo Picasso, Roy Lichtenstein, Andy Warhol, Jean-Michel Baquiat e Gerhard Richter, fazem parte deste importante acervo.

Com a realização de Visões na Coleção Ludwig, o Centro Cultural Banco do Brasil oferece ao público brasileiro o contato com obras-primas de grandes nomes da história da arte e promove a reflexão e o debate em torno do papel dinâmico do colecionismo e seu diálogo com a prática artística." - Texto extraído do folheto distribuído na exposição

"Uma vida inteira dedicada a colecionar arte pode ser o sonho de muitos. Mas quando um imenso acervo é disponibilizado ao público em várias cidades do mundo, esse sonho se torna realidade através do impacto e da transformação que provoca na vida das pessoas que têm a oportunidade de entrar em contato com essas obras. É esse o caso da Coleção Ludwig, que ao longo do tempo se reafirma e se redefine pela extensão de seus tentáculos: mais do que uma coleção, várias instituições; mais do que sedes, uma completa fundação dedicada a pesquisas sobre arte.

A amplitude da coleção se vê refletida na exposição que apresentamos aqui: heterogênea no que diz respeito às tendências artísticas reunidas, diversa nas origens dos criadores, híbrida em suas direções. O público terá a oportunidade de participar desta polifonia, na qual as múltiplas vozes de artistas de contextos diversos estabelecem diálogos e constroem vínculos inéditos entre si. Pop, fotorrealismo, neo-expressionismo, entre outras diversas variantes de representação, formam parte desta mostra.

A questão das linguagens artísticas não é o único guia da coleção, mas também o diagnóstico dos contextos, a possibilidade de apreender a visão de mundo presente em cada artista e reconstruir seu entorno cultural. É uma tenha emaranhada, que permite vislumbrar as linhas que se cruzam de um artista ao outro, de uma a outra geografia. Como maestro de sua própria sinfonia, o público é também convidado a intervir, aguçar os ouvidos para deixar fluir improváveis diálogos e, no enfrentamento com obras diversas, elaborar uma visão do mundo mais abrangente e rica" - texto de Ania Rodríguez, extraído do folheto distribuído na exposição.

Site: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/
Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66 - Centro / Rio de Janeiro - R.J.
Tel. (21) 3808-2020 - e-mail: ccbbrio@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário