quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Carpaccio de Carne


Verão chegando, o bom são aperitivos leves, rápidos e bem práticos.

Encontrei no mercado carpaccios de carne, e não havia experimentado em casa ainda. Primeiro porque não sou muito chegada a carne vermelha e segundo que estou tentando cortar de vez. Mas gosto e desejos a parte, a praticidade nos leva a adaptações.

A carne crua é muito rica em ferro e segundo a história, essa iguaria surgiu em Veneza - Itália, por volta de 1950, quando a condessa Amália Nani Moncenigo foi diagnosticada com anemia profunda. Solicitou para um amigo Giuseppe Ciprini que preparasse um prato com carne crua, a pedido de seu médico. Naquele tempo existia um enorme preconceito com carne crua, porém a receita foi um sucesso e recebeu o nome devido estar acontecendo na cidade uma exposição do pintor renascentista Vittore Carpaccio, conhecido por utilizar em todos os seus quadros os tons de vermelho.

Essa receita chegou ao Brasil na década de 70, trazida por Massimo Ferrari.

Então, deguste esta iguaria e dê sua opinião.

O importante do carpaccio é a conservação da carne. No mercado, observe as condições da geladeira, higiene e prazo de validade.

Preparo do molho:

1/2 limão siciliano
pitada de sal
pitada de pimenta do reino branca
1 colher de sobremesa de mostarda
Alcaparras e champingnon a gosto

Misture os ingredientes e disponha sobre os filés de carpaccios.

Saborei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário